Henrykinho, representante do Cruzeiro, foi o campeão do e-Brasileirão 2017. Em sua segunda final consecutiva, o gamer mais jovem da disputa bateu a surpresa da competição Wálber Mendes, do Atlético-GO, pelo placar de 4 a 0 (na soma dos dois jogos decisivos) e ficou com o troféu do principal campeonato de Pro Evolution Soccer do país. Persistência e superação foram as companheiras do mineiro de apenas 16 anos.

– Bati na trave na primeira edição. Isso me motivou bastante e, graças ao apoio da minha família, eu consegui essa conquista. Treinei mais ou menos três horas por dia. Eu tenho que agradecer ao Reizinho (representante do Vasco), que me ajudou nos treinamentos.

No primeiro e-Brasileirão, Henrykinho havia perdido a decisão para GuiFera, do Santos Futebol Clube, mas, em 2017, o santista foi eliminado na fase de grupos e nem enfrentou o representante do Cruzeiro. Gui perdeu a vaga para Wálber Mendes, do Atlético-GO, a grande novidade e vice-campeão.

– Não esperava me classificar. Fiquei muito feliz com segundo lugar. Consegui vencer o atual campeão GuiFera na fase de grupos. Isso foi uma grande vitória – ressaltou Wálber.

No caminho até a decisão, Henrykinho eliminou o Corinthians nas Quartas de Final e o Coritiba nas Semifinais. Na fase de grupos se classificou com tranquilidade, tendo a segunda melhor campanha, perdendo apenas para a do Botafogo por um gol de diferença no saldo.

– A justiça foi feita dessa vez. Deu tudo certo. Minas cem porcento – comemorou o pai do menino, Carlos Henrique, que o acompanhou durante os dois dias de competição.